Carol Munhoz

Sem saber muito sobre a vida, as crianças, quando pequenas, escolhem os lugares, os doces e até mesmo os presentes, conforme as cores. Elas se guiam por um instinto sem ao menos conhecerem o significado dessa palavra. Aventuram-se pelo mundo dos tons e das formas, sem nenhuma preocupação com o que irão encontrar. Apenas tentam; ficam curiosas; e vão atrás. Alguns chamam isso de “coisas de criança”, outros de destino, mas com a fotógrafa Carol Munhoz isso foi um pouco além. Tornou-se a profissão dela.

Aos 23 anos, ela pode dizer que entende quando um artista plástico enxerga mais de uma cor dentro de outra, porque na fotografia também é assim. Aos nossos olhos, o céu é azul; as nuvens são brancas; o mar levemente esverdeado; a terra um marrom quase desbotado; os prédios possuem uma textura opaca; a grama só muda conforme a estação; e as pessoas são o que estão à nossa frente. Entretanto, o olhar por de trás de uma câmera é mais profundo, porque funciona como um segundo coração. É um sentimento que apenas os fotógrafos de alma podem encontrar.

Nascida na cidade de São Paulo, Carol usa de sua arte para mostrar ao mundo que uma foto, mesmo depois de clicada, pode dar sequência de uma vida. O momento eternizado não serve apenas como uma recordação, mas como um complemento de uma história, o qual possui um significado diferente para cada um.

Ao seguir as cores, enquanto criança, a fotógrafa mudou-se junto à sua família para Itatiba. Por lá, ela já foi premiada algumas vezes pelo Jornal de Itatiba - Diário; fotografou eventos esportivos pela Prefeitura do Município; realizou ensaios individuais, de amigos e casais; registrou casamentos e aniversários; levou a câmera dela para conhecer as paisagens mais lindas da cidade; clicou algumas arquiteturas históricas; e inclusive vernissages. Contudo, diversos trabalhos aparecem por São Paulo e região, e sem ao menos pensar, ela já está com a sua mala e kit fotógrafo prontos para mais uma história a ser registrada.

Durante boa parte da adolescência, Carol ia a shows de bandas do interior e, logo, desenvolveu uma grande paixão por fotografar concertos. Com a credencial de um lado e a câmera do outro, registrou momentos do Maroon 5, Kate Nash, The Magic Numbers, Emblem3, BoyceAvenue, Jota Quest, Fresno, NX Zero e mais de 10 vezes o grupo O Teatro Mágico. Como o principal combustível dela é a música, a jovem artista transforma as letras cantadas em imagens de pura melodia.

Hoje, Carol Munhoz possui como simples objetivo de vida, trazer fotos únicas e especiais para casa todos os dias, seja por meio de fotojornalismo, ensaios, shows ou mesmo pelo instagram. Afinal, o sentimento de felicidade de se trabalhar com aquilo que ama, é algo o qual deve ser sempre mantido, registrado e compartilhado. Das cores se faz a vida, da vida o sorriso.

Carol Munhoz Fotografia 2015 | Todos os direitos reservados