[Música] Sons of the East

SonsOfTheEast_zpsnj1qzawf

Faz tempo que não faço um post especial sobre alguma banda aqui no blog. Acho que já tá mais do que na hora, né? Eu sei que muita gente entra no meu blog pra ver meus trabalhos, mas a música é parte tão importante na minha vida como a fotografia. E quando você conhece uma banda que te faz viajar toda vez que ouve, e que você já está ouvindo há 4 meses sem enjoar de uma música sequer, você tem vontade de gritar pro mundo todo ouvir: POR FAVOR PAREM TUDO QUE ESTÃO FAZENDO E OUÇAM ESSA BANDA MARAVILHOSA! Ou sou só eu que tenho isso? (Eu sou normal, eu juro!)
E é esse feeling que eu tenho toda vez que ouço Sons of the East. Um feeling incrível, de felicidade, de paz, de vontade de sair pulando pela casa, de pegar o carro e sair dirigindo sem destino, de sair dançando toda vez que o banjo entra na música. Pois é. Quer apenas UM motivo pra ouvir Sons of the East? Te dou uma palavra: BANJO.

Daniel Wallage, Nic Johnston e Jack Rollings são Australianos, e formaram a banda em Sydney no final de 2011 (sim, são uns babys do mundo da música ainda!). Eles tem 2 EPs lançados: Um self-titled de 2013 e o “Already Gone”, que foi lançado HOJE!
Caso você ainda não tenha clicado no play no video aí em cima, eis uma descrição do som dos caras, tirado diretamente do site oficial (traduzido pro português por mim):
“O som deles é uma mistura ousada e heterogênea de diversos sons indie e melodias folk; uma mistura louca de banjo, órgão, piano, violão, harmonias e o tal didjeridu (um instrumento de sopro dos aborígenes australianos – segundo o Wikipedia). O resultado é um som folk alternativo e moderno, que traz influências ecléticas de vários lugares diferentes, mas de alguma forma acaba “em casa”. Em outras palavras… É bom!”
Ficou curioso? Então corre pro Spotify enquanto termina de ler o post!

download_zps2gaoj4qk

O EP Already Gone foi lançado há algumas horas, e eu já estou ouvindo pela 3ª vez (sou normal, eu juro!). Ele mostra a evolução da banda, que no primeiro EP tinha um som bem cru e totalmente virado pro folk (com banjo banjo banjo banjo muito banjo!), e agora tem uma pegada mais alternativa e melódica. Não pense que vai ouvir músicas folk tristes tipo Mumford & Sons das antigas, muito pelo contrário! O CD é super animadinho! Tirando Into The Sun, que aliás, é a minha faixa preferida, e também o primeiro single do EP. É sem dúvida a música mais linda do álbum, e eu não consigo nem começar a explicar tudo que eu sinto quando ouço. Ela tem uma melodia surreal. O começo no piano, depois entra o vocal, e daí entra o refrão e PÁ, você já tá apaixonado. Tire suas próprias conclusões dando o play no clipe:

E agora, se você ainda não se apaixonou pela banda, fica mais uma dica, também tirada do site oficial:
“Faça um favor a si mesmo, ouça as músicas online, ou levanta a bunda da cadeira e vá vê-los ao vivo, onde eles vão te fazer dançar como um turista correndo pela areias quentes no verão”.
Por enquanto, vai ser meio difícil vê-los ao vivo (a não ser que você more na Australia! E se morar, por favor, corre ver um show deles e me conta tudo depois!), porque eles não são famosos nem nos Estados Unidos ainda. Mas isso pode mudar muito rapidamente, concordam? É só ouvir, divulgar, apresentar pros amiguinhos, botar pra tocar no carro pro seu pai ouvir até ele não aguentar mais, e quando a gente menos esperar… eles estarão dominando o mundo! Ok Carol, menos. Mas, eu também falava isso de uma tal banda aí chamada Mumford & Sons, e de uma outra bandinha chamada Walk The Moon. E olha aí, ambas estão no lineup do Lollapalooza Brasil do ano que vem! Eu não sou adivinha, só acredito muito nas minhas bandas preferidas, e assim, fico torcendo e fazendo de tudo pra elas ficarem famosas e virem pro Brasil logo! Quem sabe um dia não estarei aqui no blog falando de um show do Sons of the East em terras brasileiras…

artworks-000054001235-bvqz11-original_zpssquidzan

Comente sobre o post

O seu email não será publicado.